A GAZETA DE ALGOL

"O morto do necrotério Guaron ressuscitou! Que medo!"

Ferramentas do usuário

Ferramentas do site


fanworks:teorias:teoria_neilast_001:neilast_001_002

As teorias sobre Thea

Autora: Neilast
Tradutor: Orakio Rob

Uma cavidade ocular vazia equivale a uma cicatriz no rosto?

Por que Lyle não resgatou Thea do castelo de Lensol…

Vamos rever o que foi dito pelo soldado no castelo de Lensol:

“Há muito tempo, um dragão levou uma mulher para fora do castelo-labirinto e voou para longe. Mas eu consegui deixar uma cicatriz em seu rosto!”

Sabemos que a pessoa que resgatou Thea tinha a habilidade de se transformar em um dragão. Esse fato leva muitas pessoas a acreditarem que o salvador de Thea foi seu pai Lyle, já que o Lyle é o único personagem que vemos se transformar em um dragão em Phantasy Star III.

Eu, no entanto, não acredito que Lyle foi o responsável pelo resgate de Thea. Não se pode ignorar que a saúde de Lyle estava em condições particularmente ruins quando Thea foi abduzida. Nos mundos de Ayn e Nial, Lyle perdeu um olho antes do ataque a Shusoran. (Sabemos que Lyle perdeu um olho no mundo de Nial também porque, durante a jornada do filho de Nial, um velho em Agoe diz ter conhecido um cavaleiro de um olho só chamado Lyle.)

Depois que os sobreviventes de Cille e Shusoran se abrigam em uma caverna em Aridia, um nobre de manto amarelo diz a Ayn que Lyle está mal de saúde e não deve viver muito tempo. Não há razão para se acreditar que isso teria sido diferente se Ayn não tivesse nascido. (Ayn não estava próximo de Cille e Shusoran quando o ataque ocorreu, logo ele não é um fator influente no resultado da batalha. Note também que a batalha em Cille e Shusoran é aparentemente outro evento que ocorre não importando com qual personagem se joga.)

No mundo de Ayn, Lyle não era capaz de resgatar Thea por conta própria. Por quê deveríamos acreditar que ele estaria mais capacitado a fazê-lo no mundo de Nial, especialmente sabendo que seu estado de saúde era terrível?

E ainda, no fim da jornada de Ayn, Lyle assume sua forma de dragão para que possa carregar Ayn e companhia para além do mar onde seu oponente final os aguarda. Lyle morre assim que retorna à sua forma palmiana, e dá a entender que o esforço de transformar-se em um dragão e transformar-se de volta, assim como o fato de estar muito ativo durante sua forma de dragão, foi o que finalmente o matou. Além disso, não faz sentido acreditar que Lyle, em condições tão ruins, conseguiria viajar de Aridia até Draconia, assumir sua forma de dragão, atravessar os portões trancados do castelo de Lensol, lutar por todo o labirinto, abrir a cela de Thea, carregá-la nas costas para fora do labirinto, e então escapar do reino antes que a exaustão o consumisse. É por causa disso que acredito que um Cavaleiro dragão diferente deve ter sido o responsável pelo resgate de Thea.

Por fim, diz-se que o fato da face do dragão ter ganho uma cicatriz e da face de Lyle estar machucada prova que os dois eram o mesmo. No entanto, nunca se mostrou uma cicatriz no rosto de Lyle – ele simplesmente perdeu o olho direito. E o mais importante, o olho de Lyle foi arrancado antes de Thea ser sequestrada.

fanworks/teorias/teoria_neilast_001/neilast_001_002.txt · Última modificação: 2009/01/13 11:58 (edição externa)